26 março 2011

TOP 2009 - Quem Quer Ser um Milionário?

2008 foi mais que fértil para o cinema mundial. Entre os lançamentos daquele ano que me ‘pegaram’ de jeito, posso destacar os longas Dúvida, trabalho maduro de Meryl Streep, Amy Adams e Philip Seymour Hoffman; Foi Apenas um Sonho, retorno da união entre Kate Winslet e Leonardo Di Caprio depois de Titanic; A Troca, obra que me fez acreditar em Angelina Jolie e gostar mais ainda da direção de Clint Eastwood; Austrália, um épico de aventura protagonizado por Nicole Kidman e Hugh Jackman que me fez sonhar com as lindas paisagens do país; A Partida, um dos melhores filmes estrangeiros que já vi na vida; e Vicky Cristina Barcelona, drama cômico de Woody Allen estrelado por Penélope Cruz (melhor Atriz Coadjuvante) e Javier Bardem.

As melhores produções do ano, no entanto, foram capturadas pelos olhos atentos dos jurados da Academia e indicadas ao prêmio de Melhor Filme do ano. São elas: Milk – A Voz da Igualdade (Milk), que deu a Sean Penn o título de melhor ator do ano; Frost/ Nixon, O Leitor (The Reader), que fez com que Kate Minslet ganhasse a estatueta de melhor atriz; e O Curioso Caso de Benjamin Button (The Curious Case of Benjamin Button), com a marca impressionante de treze indicações, mas a minguada conquista de apenas três prêmios. O grande vencedor da noite, para a surpresa de todos, levou para casa oito estatuetas das dez indicações que obteve.

Estou falando de Quem Quer Ser um Milionário?, obra que lançou definitivamente aos holofotes da cinematografia mundial o diretor Danny Boyle. A produção homenageia a cultura indiana por meio de seu protagonista, Jamal Malik (Dev Patel), um hindu da periferia de Mumbai que resolve participar da versão do seu país do reality show Who Wants to Be a Millionaire?, por amor a Latika (Freida Pinto), uma amiga de infância que, assim como ele, perdeu a mãe para os revoltosos muçulmanos e ficou sozinha no mundo. Juntamente deles, destaca-se Salim Malik, irmão mais velho e ovelha negra da família de Jamal, que nunca quis saber de ganhar dinheiro honestamente ou ter preceitos morais de comportamento.

A linha narrativa do filme é tripartida entre a participação no programa e a mostra da impressionante esperteza de Jamal em responder corretamente todas as questões solicitadas, o passado do protagonista e a explicação, para o espectador, de como as respostas, coincidentemente, fizeram parte de algum momento de sua vida, e as torturas e interrogatórios intermináveis feitos a Jamal pela polícia, a fim de descobrir a verdade sobre o garoto pobre que fica cada vez mais perto de ganhar o maior prêmio concedido pelo programa.

Mesmo com um roteiro clássico e maniqueísta (personagem imaculado, inteiramente bom, sem traços de maldade), torcemos para que Jamal consiga provar sua inocência e ganhar o dinheiro, que não é tão querido para ele quanto o amor da mulher amada, mas que se torna questão de honra após tantas acusações infundadas. O maior mérito do filme (que até nos faz esquecer de alguns detalhes simplórios do roteiro) é a excelência na fotografia, edição e montagem do longa. Boyle usa cores inusitadas, angulações inusuais, cortes e passagens de cenas inesperados e uma porção de técnicas apuradas e cativantes, que fazem com que o ritmo do que se assiste nos encante e não permita que nos distraiamos facilmente.

Para quem ainda não assistiu o filme, não deixe de prestar atenção na cena final, aquela da estação de trem (sem declarar muito). Nela, conseguimos captar, além de uma tentativa de metalinguagem, a essência da cultura indiana, com sua alegria, dinamismo e esperança, mesmo com todas as dificuldades que, o mundo sabe, o país enfrenta desde sempre.

QUEM QUER SER UM MILIONÁRIO? (THE SLUMDOG MILLIONAIRE)
LANÇAMENTO: 2008 (EUA/ REINO UNIDO)
DIREÇÃO: DANNY BOYLE/ LOVELEEN TANDAN
GÊNERO: DRAMA
NOTA: 9,0

5 comentários:

Alan Raspante disse...

Gosto bastante de "Quem quer ser um milionário". Por mais bons filmes que tiveram no ano de 2008. Este com certeza, é um deles.

Só uma coisa Gui... "Vicky Cristina Barcelona" é de Woody Allen e não de Almodóvar, rsrs

[]s

ps: O ranking está acabando... O/

Gui Barreto disse...

Alan, e ai??? Td bom??

Valeu pelo toque...escrevi correndo a postagem de hoje e deixei passar esse erro..rtsrsrrs..é que Penelópe Cruz é carta pronta na manga do Almodovar, e eu na pressa escrevi coisa errada..valeu pela dica...

Eu to quase conseguindo terminar né?? Bem feliz...

Abrs

Tô Ligado disse...

Opaa... gostei muito do filme... pena que é bem longo.. rsrs.

Já sabe o que fazer qnd acabar o TOP???

Abraços

ligadona disse...

Amooo a fotografia desse filme! Além do figurino e das belíssimas atuações de Freida Pinto e Dev Patel...
=1

pseudo-autor disse...

Depois que eu li o romance "Sua resposta vale um milhão' (que deu origem ao filme), fiquei desapontado com a adaptação. Romancearam em excesso o filme e sem necessidade. Meu favorito no ano havia sido Frost/Nixon.

Cultura na web:
http://culturaexmachina.blogspot.com

O que não coube no Jukebox (textos, poemas, matérias, pensamentos):
http://baudenotas.blogspot.com